terça-feira, 10 de agosto de 2010

Balanço prévio

Meu ano começou fantástico. Praia de Copacabana, 2 milhões de pessoas, fogos, espumante até dizer chega, beijos, amor, pessoas queridas, mil promessas e planos. Alguém me perguntou, bem na hora da virada, o que eu queria pra 2010. Eu respondi facilmente: eu quero é ser feliz e mais nada! Tenho até o vídeo disso.

Era um ano bem previsível. Eu ia terminar meu TCC da especialização, trabalhar bem muito, noivar, viajar com o namorado, dançar no festival da academia e pronto. Mas muita coisa mudou. O namoro acabou, obviamente o noivado não rolou, sofri feito uma condenada, consegui trocar de carro, nem comecei a monografia, ganhei amigos novos, desenterrei os velhos, fiz meu blog e estou conseguindo mantê-lo, e vou fazer meu sonhado mochilão pela Europa.

Além de tudo isso, sabe o que foi melhor? Eu me vi crescendo. Só agora me dei conta. Hoje consigo lidar com as mais diversas situações e sair delas de forma elegante e sensata. Aprendi a distinguir mais um punhado de sentimentos dos quais antes eu nem sabia da existência. Adquiri o dom da paciência, apesar de ainda ter muito o que alcançar e, principalmente, o dom do silêncio. Não sinto mais tanta necessidade de ter uma resposta pra tudo que me falam e me tira do sério. Hoje eu sei que calar faz bem e que não importa se estão pensando que eu não tenho argumentos. Na verdade, acho que o que eu aprendi foi a sentir pena e, consequentemente, ignorar aquilo que não tem jeito.

Em 2010 também aprendi a detectar melhor as intenções e o posicionamento das pessoas. Hoje sou mais racional e a raiva está mais transparente, permitindo-me enxergar e refletir com mais clareza e, assim, tomar as decisões certas. Uma pena ainda ter gente que insiste em se condicionar a ver tudo da mesma forma e não conseguir sair do lugar. Hoje eu me calo e ignoro. E passe bem. Ainda acho o ser humano complicadíssimo e não quero enlouquecer pra entendê-lo. Deixo a tarefa para os psicólogos e psiquiatras que estudaram pra isso.

Adquiri a capacidade de aceitar o que não posso mudar, e sim criar novas oportunidades. Entendi que uma noite bem dormida faz milagres e que é preciso sofrer até a última gota para levantar linda, loira e preparada para a próxima tragédia. É, porque ela vai aparecer. Mesmo sabendo que o tempo cura tudo, também não se pode esmorecer e perder as horas. É preciso correr pra ser feliz o mais rápido possível.

Ainda estamos em agosto, mas já posso dizer que estou realizada. Os próximos meses já estão previsíveis de novo e eu acho que mereço que, desta vez, tudo realmente aconteça nos conformes.

6 comentários:

  1. Como é bom testemunhar esse crescimento... Esperava pacientemente pelo dia em que vc enxergaria a vida c mais discernimento e racionalidade. Isso é maturidade. A estrada é longa, as pedras são muitas, não podemos ser a palmatória do mundo querendo mudar a essência das pessoas. Algumas arestas podem ser aparadas, outras, inerente a cada ser, devem ser respeitadas. Temos que ser flexíveis e mudar os planos quando necessário. A felicidade não está sob a responsabilidade de ninguém a não ser de nós mesmos. Lendo os primeiros posts e esse vemos como você melhorou como pessoa nesses quatro meses. As vezes é necessário perder para poder ganhar... Te amo muito. Sempre acreditando em você. bjs

    ResponderExcluir
  2. Gostei e muito do texto. Achei bastante espontaneo e a fotinha ai no perfil tmb. Cheguei ate a imaginar vc falando...
    '-'
    beijo.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre te achei uma pessoa admirável pela sua força de vencer obstáculos. Sempre me orgulhei de ter você como amiga e fico extremamente feliz de saber que você está bem e vai ficar melhor ainda! O sonho não acabou e o tempo não para... Mais sucesso pra ti amiga linda! Eu também sou uma milionária...sua amizade vale ouro!!!

    ResponderExcluir
  4. MERECE DEMAIS!
    Narinha

    ResponderExcluir
  5. te entendo demais! :)

    ResponderExcluir
  6. Parabéns! Sempre é tempo de reconhecer que a tarefa de aprimorarmos é diária =)

    ResponderExcluir